Empreendedorismo

Liderança Situacional

tiflux
11 de abril de 2019

Compartilhe:

Você já ouviu falar de liderança situacional?

O tema liderança é assunto muito debatido em um mar de literatura gerencial. É quase impossível você entrar em uma livraria sem se deparar com livros a respeito disso. E mesmo para os leitores menos ávidos é assunto que com certeza já foi lido algum artigo, senão vários livros.

A liderança é um assunto que está na moda, e não por acaso. Ter bons líderes nas equipes é essencial para o sucesso dos negócios. Falar sobre a importância de uma boa liderança é como chover no molhado, hoje todos estamos ciente da relevância.

Liderança Situacional é aquela moldada de acordo com a variação das situações apresentadas pelo meio. O líder em questão tem a capacidade de adequar-se ao momento de necessidade. Ele conduz de forma efetiva seus colaboradores para que reajam positivamente, deem o seu melhor e alcancem os resultados esperados.

Como surgiu?

A liderança situacional é uma teoria desenvolvida em 1969 pelos estudiosos Hersey e Blanchard. Eles identificaram que líderes de alta performance utilizam-se de diversas formas de liderar. Estes profissionais se adaptam conforme seu perfil, avaliando aspectos como condições técnicas, inteligência emocional e alinhamento desses fatores ao contexto.

A liderança situacional é extremamente importante em um mundo cada vez mais competitivo e dinâmico, onde as variáveis que nos rondam estão a todo momento modificando.

Vamos entendê-la melhor: um líder não reage da mesma forma nas diferentes situações (e não deveria). Líderes não podem confiar apenas em um estilo de gerenciamento, esperando que se adeque a todas as situações. Gerentes e líderes devem ser flexíveis em seus modelos de liderança para obterem o melhor de suas equipes e indivíduos.

Assim, esse profissionais precisam amadurecer constantemente, antenados às mudanças que ocorrem em suas áreas e afinados com as novas tecnologias. Aqueles que se adaptam melhor conseguem obter melhores resultados para seu time.

https://cdn.pensador.com/img/frase/ch/ar/charles_darwin_as_especies_que_sobrevivem_nao_sao_as_ma_l1jqo6z.jpg

Estilos de Liderança Situacional

Ainda de acordo com os estudos de Hersey e Blanchard, existem 4 estilos de liderança situacional.

Esses estilos são uma evolução de degrau em degrau. Em cada nível o profissional que está a frente consegue se afastar mais da equipe, criando nela o senso de responsabilidade e motivação que a faz andar independente da ação direta do líder. Os níveis são:

Direção

É quando o líder precisa pegar na mão do colaborador e mostrar como faz. Nesse caso quem está a frente não sabe apenas indicar os caminhos, mas trilhá-lhos. É necessário que o profissional tenha conhecimentos técnicos e práticos da tarefa executada pelos que estão sob seus cuidados.

É como se fosse um coaching temporário, apto para ensinar o passo a passo para os colegas que necessitam.

Orientação

Nesse nível, o líder observa e orienta a sua equipe constantemente. Ele mantém um acompanhamento quase de diário das atividades. Relatórios são comuns nesse estilo de liderança. Para tê-los, o profissional que está a frente deve estar sempre presente, recolhendo informações e sugestões. Conversar e buscar feedbacks cria um envolvimento maior da equipe, que sente-se motivada a contribuir com melhorias.

Com o acolhimento das orientações corretas, é possível partir para o próximo estágio da liderança situacional.

Apoio

Nesse ponto o líder deve facilitar e incentivar seus liderados. A equipe recebe tem a oportunidades de discutir melhor os processos e analisar as perspectivas de negócio e sucesso. Aqui os colaboradores tem mais respaldo para executarem suas atividades.

Autonomia

Como imaginado, neste último estilo de liderança situacional, há uma abordagem mais afastada de cena. Os membros do time são os protagonistas, tomam a maioria das decisões e se responsabilizam pela maioria dos resultados.

Nesse ponto o líder é capaz de delegar responsabilidades ao time. Os liderados já estão no maior nível de maturidade. Eles sabem como se comportar, entendem seus papéis e responsabilidades e sabem exatamente o que se espera deles.

Para uma boa liderança situacional, é necessário entender seus diferentes estilos e utilizá-los para seu time nos diferentes níveis de maturidade e diferentes situações que ocorrem no dia-a-dia.

Deixe o seu comentário